Fiscalização apreende 36 toneladas de pirarucu em supermercados de Belém

Brasília (12/11/2009) – Fiscais do Ibama iniciaram ontem uma operação em supermercados de Belém para verificar a comercialização de pirarucu (Arapaima gigas) abaixo do tamanho permitido. Até o momento, foram apreendidas 36 toneladas de mantas salgadas do peixe, conhecido como “bacalhau da Amazônia”.

Os responsáveis pelos estabelecimentos onde estão sendo encontradas irregularidades no tamanho do pescado comercializado ou estocado são autuados com multa de R$ 60 mil acrescida de R$ 40,00 por quilo do produto apreendido, conforme o Decreto 6514/08, que regulamenta a Lei dos Crimes Ambientais. A manta salgada do pirarucu deve medir pelo menos 1,2 metro.

Segundo o analista ambiental do Ibama, Leandro Aranha, “a ação comprova uma infeliz realidade onde persiste a pesca predatória de um importante peixe da região tanto no aspecto ambiental como econômico”. Hoje foram iniciadas as autuações dos estabelecimentos flagrados com irregularidades ontem e a doação do pescado apreendido para instituições beneficentes e comunidades carantes.

Christian Dietrich
Ascom Ibama

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.