Espécies exóticas e invasoras são apreendidas durante a Operação Nemo em Minas Gerais

Especies apreendidas, Procamburus clarkii e Xenopus laevis

 

Muriaé (19/03/2012) – Na região polo da aquicultura ornamental de Minas Gerais, o Ibama constatou o exercício da atividade de forma clandestina e irregular em diversas propriedades.  Foram apreendidos 87 exemplares da rã albina (Xenopus laevis), espécie exótica introduzida e disseminada ilegalmente no país, que seriam enviadas para o comércio e abastecimento do mercado ilegal de aquariofilia do Estado de São Paulo. Juntamente com essas espécies foram apreendidos 623 lagostins vermelho da Lousiania/EUA (Procamburus clarkii), que teriam o mesmo destino.

A espécie de lagostin é proibida conforme IN 05/2008 do Ibama, sendo reconhecida como praga tendo causado enormes danos ambientais em outros países onde foram introduzidas. Diante dessas constatações foram lavradas multas que totalizam até o momento mais de R$ 169 mil. A ação continua em andamento na região.

Valdo Veloso
Ascom – Ibama/MG

Xenopus laeviss
Procambarus clarkii

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.