Em visita a Instituto de Pesca de SP, Crivella promete investimento em pesquisa

Para que a atividade pesqueira e de aquicultura tenha condições de ampliar sua área de atuação e sua produção

Em visita realizada na manhã desta quinta-feira (15) ao Instituto de Pesca do Estado de São Paulo, o ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella, afirmou que o principal desafio para o desenvolvimento do setor no Estado é buscar o entendimento com os ambientalistas. Para isso, ele disse que pretende trabalhar com um forte embasamento técnico a fim de demonstrar que a atividade pesqueira é sustentável.

– Queremos pesquisas científicas para dar tranquilidade aos ambientalistas e mostrar para eles que nossa atividade é sustentável. É por isso que o ministério apoiará a realização dessas pesquisas, para que a atividade pesqueira e de aquicultura tenha condições de ampliar sua área de atuação e sua produção. Sou a favor de que eles tenham essa imensa preocupação, mas não podemos deixar essa preocupação virar medo. E só o que vence o medo é a ciência.

A visita serviu ainda para que o ministro, que assumiu o cargo no último dia 2, conhecesse o corpo técnico e diretivo do instituto, ligado ao governo de São Paulo.

– Foi um ótimo contato. Minha missão no ministério é encontrar os gargalos na atuação do instituto e resolvê-los. O Instituto de Pesca do maior Estado da federação possui uma enorme importância estratégica para o desenvolvimento dos planos que temos para o setor. O Brasil precisa desse avanço.

O diretor do Instituto de Pesca, Edison Kubo, agradeceu a visita de Crivella e ressaltou a importância de lutar pelo desenvolvimento do setor.

– É sempre muito importante que a principal autoridade de nossa área nos visite. Ele está em começo de trabalho e assim já pode conhecer a linha de atuação que seguimos por aqui. Nossa expectativa agora é de que os projetos que estão parados possam andar, e também de encaminhar novas propostas que consideramos fundamentais, para que sejam aprovadas o mais rápido possível.

O Instituto de Pesca é vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e desenvolve projetos nas áreas de pesca e aquicultura, buscando o desenvolvimento e a transferência de novos conhecimentos e tecnologias destinadas ao desenvolvimento do agronegócio do pescado e da qualidade ambiental.

http://www.r7.com

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.