Dia das Mães. Nossa homenagem


Toda mulher é mãe!

Mesmo que nunca tenha gerado um filho, mesmo que nunca venha a gera-lo. Toda mulher é mãe, primeiro da boneca, mais tarde dos irmãos, casada é mãe do marido.

Sem filho, será mãe adotiva. Entregará a alguém os benefícios do seu amor, os sobrinhos, os filhos alheios. Uma causa justa.

Não basta somente um dia para consagrar às mães, porque o seu amor e o seu carinho foram, são e serão sempre intermináveis. É uma história que não tem começo nem fim, porque nossas mães nos sonharam muito antes de nossa existência uterina, nos amaram bem antes de ver as nossas faces – e nos pressentiram um futuro feliz quando ainda nem éramos presentes.

Não basta apenas um dia para agradecer tudo o que nossas mães fizeram por nós. Se raras são as palavras para traduzir todos os gestos e afetos que recebemos de nossas mães, generosas são as lembranças de sua sabedoria e ensinamentos.

Não basta um dia. O Dia das Mães é um dia para sempre. Porque as mães são infinitamente ternas. E sempre eternas.

A maternidade e irreprimível, como uma fonte de água que uma pedra obstrui, ela vai brotar adiante.

A maternidade não tem fronteira, não tem cor, não tem preferências.

E das poucas coisas que se bastam a si mesmas.

Tem sua própria devoção : a Esperança.

Tem sua própria ideologia : o Amor.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.