Consema aprova criação de parque em Bertioga e pesca fica ameaçada na região

Foi aprovada em votação no Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) a criação do Parque Estadual Restinga de Bertioga. Agora resta apenas o aval da procuradoria do Estado para uma área de 8 mil hectares no Litoral Norte de São Paulo ser considerada como Unidade de Conservação (UC).

Com isso, os rios Itaguará e Guaratuba, considerados “bons” para a pesca ao robalo, estão inclusos na área da UC. A pesca neles estará proibida assim que a procuradoria dar o “ok” para a continuidade do projeto.

Segundo o diretor do Instituto Maramar, Fabrício Gandini, ainda existe tempo para tentar reverter a decisão. “Vamos tentar conscientizar a população de que o projeto é bom, mas não podem tirar a pesca daqueles dois rios”, afirma.

A iniciativa de estabelecer o parque de preservação foi da World Wildlife Foundation (WWF), que há dois anos chama a atenção para a área. Nesse período, a entidade recolheu mais de 5 mil assinaturas de organizações ambientalistas e de pessoas físicas para apoiar a criação da UC.

“Trata-se de uma das poucas áreas de restinga que ainda restam preservadas no Estado, já que, pelo nosso modelo de colonização, as restingas foram as primeiras paisagens ocupadas no Brasil”, esclarece Luciana Simões, coordenadora do Programa Mata Atlântica da WWF, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.