Caranguejos são apreendidos por fiscalização e devolvidos à natureza no norte do Espírito Santo

Conforme a legislação ambiental vigente, o pescador deve realizar a cata do caranguejo manualmente e não utilizando redes

Mais de cinco mil caranguejos foram apreendidos na madrugada desta sexta-feira, em mais uma ação da operação Impacto Profundo III, realizada pelo Ibama em parceria com a Polícia Militar Ambiental. Os caranguejos estavam sendo levados por um caminhão para o manguezal de Barra do Riacho.

Segundo o coordenador da operação, José Ronaldo Pinheiro Costa, o caranguejo não se encontra mais no período de defeso porém os animais foram catados com um apetrecho proibido por lei.

Conforme a legislação ambiental vigente, o pescador deve realizar a cata do caranguejo manualmente e não utilizando redes, como foi constatado por nossa fiscalização. A PM Ambiental conduziu o responsável pelo carregamento para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de São Matheus após o flagrante, explica José Ronaldo.

Os caranguejos serão devolvidos ao Manguezal de Barra Nova nesta sexta-feira em mais uma ação da Impacto Profundo III, operação realizada pelo Ibama em conjunto com a PM Ambiental em todo o Espírito Santo.

Ascom Ibama/ES

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.