Brasília terá unidade modelo de produção de peixe

Produzimos pouco e o peixe está caro. Por isso, o consumo é baixo.

 

O Ministério da Pesca e Aquicultura lançou nesta segunda-feira (03/09), a 9ª edição da Semana do Peixe no Distrito Federal, que vai até o dia 17 de setembro em todo País. A abertura foi no Mercado do Peixe de Brasília, que fica na Central de Abastecimento do DF (CEASA).
Durante o evento, o ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella anunciou que em parceria com o Governo do Distrito Federal vai construir uma unidade modelo de produção de peixe na capital. O objetivo é ampliar a produção e baratear o custo do pescado.

 

“Produzimos pouco e o peixe está caro. Por isso, o consumo é baixo. Na Granja do Ipê, onde será construída a unidade modelo, será possível produzir peixe e usar a água do tanque para irrigar frutas, verduras e legumes. Será uma produção conjugada. Dessa forma, vamos trazer um preço mais barato e uma alimentação melhor para a população”, afirmou Crivella.

 

O ministro ressaltou também que na unidade terá uma fábrica de ração que vai fornecer um produto de qualidade com tecnologia estrangeira. “A produção aqui vai ser um modelo para o nosso país. Brasília vai deixar de ser importadora, para ser exportadora de peixe e de tecnologia. Queremos que os nossos alevinos sejam campeões e não tenham doenças”, afirmou Crivella.

 

De acordo com o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz o projeto já está em fase avançada e prevê ainda a reforma do laboratório de pesquisa e ampliação da produção de alevinos. “Nós queremos produzir anualmente 12,5 milhões de alevinos entre espécies nativas e exóticas. Isso vai possibilitar abastecer tanto o Distrito Federal, como a região do entorno. Pretendemos também capacitar um grande número de produtores rurais”, disse Agnelo.

 

 

Consumo

 

O Distrito Federal é o segundo maior consumidor de peixe do país. Os brasilienses consomem cerca de 12 kg/hab/ano. A média nacional é de pouco mais de 9kg/hab/ano. Mas, a produção ainda é baixa. Segundo o governador, são consumidas cerca de 31 toneladas anualmente e a produção só consegue suprir 15% desse total, ou seja 5,5 toneladas.

 

Durante a Campanha, várias ações serão desenvolvidas no Mercado do Peixe que abrirá as segundas, quintas e sábados. No dia 15/09, técnicos do CEASA irão ensinar para mães e crianças como preparar o pescado. De acordo com o presidente da Central de Abastecimento do DF (Ceasa), Wilder Santos essa é uma forma de incentivar as crianças a consumirem peixe.

 

Participaram da abertura, o deputado federal, Roberto Policarpo, o deputado distrital, Evandro Garla, o secretário de governo do DF Roberto Wagner, o secretário da agricultura e desenvolvimento rural do DF, Lúcio Taveira Valadão, a ouvidora geral do DF, Vera Lúcia Coelho, o secretário adjunto de Esporte, Júlio Ribeiro, o presidente da Associação de Supermercados de Brasília, José Fagundes Neto e o presidente da HajaPeixe e administrador do Mercado do Peixe de Brasília, Elmar Wagner. Pelo MPA compareceram, a chefe de Gabinete, Margareth Cabral, o secretário Executivo, Átila Maia da Rocha, a secretária de Planejamento e Ordenamento da Aquicultura, Maria Fernanda Nince, o secretário de Planejamento e Ordenamento da Pesca, Flávio Bezerra, o secretário de Monitoramento e Controle da Pesca e Aquicultura, Américo Tunes, o secretário e Infraestrutura e Fomento, Eloy Araújo.

 

Fonte: www.mpa.gov.br

 

MPA

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.