Boa Viagem – Mercado vendia lagosta e caranguejos irregulares

Recife – Uma nova ação do Ibama no Mercado de Boa Viagem, na zona sul do Recife, encontrou hoje (05/02) várias irregularidades no comércio de caranguejos e lagostas. Dois boxes do mercado vendiam os crustáceos sem declaração de estoques, o que é proibido durante os períodos de defeso.

Foram apreendidos 15,9 kg de lagosta e 13,5 kg de patolas de caranguejo. Um dos estabelecimentos tinha também 1,1 kg de “pernil de lagosta”, tipo de corte que é proibido, pois descaracteriza o crustáceo e dificulta a fiscalização. O total das multas foi de R$ 3,5 mil e os proprietários deverão responder por crime ambiental, cuja pena pode chegar a 3 anos de detenção.

Para o coordenador das ações, o analista ambiental Davson Alves de Oliveira, a situação é preocupante. “Os comerciantes sabem que é proibido descaracterizar as lagostas ou vender os produtos na época do defeso sem declaração de estoque, mas como o comércio é grande, eles insistem na irregularidade”, explica. Segundo Oliveira, as fiscalizações vão continuar intensas e o Ibama vai aplicar com rigor as punições cabíveis.

O defeso da lagosta prossegue sem interrupções até 31 de maio. O do caranguejo até 05 de abril, nos seguintes intervalos: 15/02 a 20/02, 01/03 a 06/03, 16/03 a 21/03 e de 31/03 a 05/04.

Airton De Grande
Ibama Ascom/PE

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.