Bahia – Produção de alevinos deve superar 1,5 mi em janeiro

Os municípios de Brumado, na Região Sudoeste, Ibirapitanga, na Região Sul, e Ribeira do Pombal, no Nordeste do Estado, serão os primeiros a serem beneficiados com as ações de povoamento de aguadas públicas, feitas pela Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri) em 2010. Os três vão receber um total de 450 mil alevinos que começarão a ser distribuídos a partir da próxima semana.

Com uma estimativa de produção atual, nos primeiros 15 dias de janeiro, em torno de 800 mil alevinos, a Bahia Pesca estima que até o final do mês possa dobrar esse volume, chegando a mais de um milhão e meio. A produção inicial para esses três municípios deverá vir de quatro das sete estações de piscicultura em atividade no Estado – Pedra do Cavalo, Joanes, Itamaraju e Cipó.

Em Brumado, a 654 quilômetros de Salvador, a Bahia pesca vai distribuir 200 mil alevinos. Em Ibirapitanga, a 350 quilômetros da capital, outros 1560mil alevinos serão distribuídos, o mesmo ocorrendo em Ribeira do Pombal, a 271 quilômetros de Salvador, que vai receber 100 mil alevinos. Além dessas três localidades, estão programadas ações de povoamento em aguadas públicas dos municípios de Boquira e Caldeirão Grande, nas regiões Oeste do Estado e Piemonte da Chapada Diamantina.

Otimismo – O presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli diz que a intensificação das ações de povoamento é resultado da demanda feita por associações comunitárias e das próprias prefeituras, e, principalmente, da confiança que essas comunidades têm no programa que no ano passado beneficiou mais de 60 municípios, atendendo a mais de 10 mil famílias de pequenos produtores rurais. “Hoje o pequeno produtor percebe que a piscicultura é uma fonte segura na produção de alimentos e geração alternativa de renda e confia nas ações do governo”, diz.

Albagli destaca, ainda, que o aumento da produção de alevinos é um passo importante para zerar o déficit entre produção pesqueira e consumo na Bahia. Isso porque o estado produz em torno de 80 mil toneladas de pescado por ano (pesca marinha e continental) e consome pelo menos 40 mil toneladas a mais. “Além de Caiçara, em fase final para entrar em produção, estamos planejando a implantação de uma outra estação de piscicultura, ainda este ano, na região do Lago de Sobradinho”, diz o presidente da Bahia Pesca

No ano passado, a Bahia Pesca produziu mais de sete milhões de alevinos, e para 2010, espera-se que essa produção seja superior a 50 milhões, graças à conclusão dos trabalhos de reforma das sete estações de piscicultura, e da entrada em operação da nova estação de Caiçara, no município de Paulo Afonso, cuja capacidade estimada de produção é de 15 milhões de alevinos por ano.

Bahia Pesca

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.