Bahia -Pescadores e marisqueiros de Itaparica são beneficiados por programa

Mil e quinhentas famílias de pescadores e marisqueiras, totalizando aproximadamente 7,5 mil pessoas da Ilha de Itaparica (municípios de Itaparica e Vera Cruz), do município de Saubara, no Recôncavo Baiano, e do município de Xique-Xique, na região do Rio São Francisco, serão beneficiadas com programas de valorização e assistência técnica. As ações serão promovidas pela Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), já a partir deste mês.

Os três convênios, que juntos somam a R$ 1.003.291,38, foram assinados nesta terça-feira (27), em Brasília, pelo presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli, e pelo secretário nacional de Aqüicultura e Pesca (Seap), Altemir Gregolin. Nos dois primeiros convênios, cujos valores foram, respectivamente, R$ 226.171,68 para as marisqueiras da Ilha de Itaparica, com a distribuição de kits de trabalho; e R$ 391.650,00 para pescadores artesanais, aquicultores e marisqueiras de Saubara, os programas são voltados para a valorização do trabalho. As iniciativas incluem melhoria das qualidades de produção, comercialização e beneficiamento, gerando maior rentabilidade e sustentabilidade dessas atividades.

Já para os pescadores e piscicultores da região do município de Xique Xique, no Rio São Francisco, cujo valor é de R$ 385.470,00, serão também implantados programas de valorização por meio do Centro de Integrado de Pesca Artesanal (Cipar). Nesta primeira etapa, estão incluídas a reforma do centro e implantação da fábrica de gelo, melhorando as condições de beneficiamento e comercialização do terminal pesqueiro do município.

Em Itaparica, 78 famílias de marisqueiras serão diretamente beneficiadas com a distribuição do ‘kit marisqueira’, instrumento de trabalho que consiste de uma bancada, uma pia e um fogão ecológico. Ao todo 390 pessoas deverão ser beneficiadas.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.