Bahia – I Festival da Tilápia

Durante 23 dias – de 24 de março a 15 de abril – Salvador irá sediar o primeiro Festival de Tilápia na Bahia, organizado pela Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), em parceria com a Associação Brasileira de Restaurantes (Abrasel/BA).

O festival, além de divulgar as diferentes aplicabilidades da tilápia na gastronomia, mostra o resultado do trabalho social dos inúmeros projetos de piscicultura da Bahia Pesca no interior do Estado.

Para tanto, nesse período, além da degustação da tilápia, em sete restaurantes de Salvador, situados nos bairros de Itapuã, Comércio, Pelourinho, Barra, Pituba e Armação, que irão oferecer ao público pratos requintados, haverá cursos de capacitação e manuseio da tilápia para garçons, auxiliares e chefes de cozinhas. Um dos cursos será ministrado no centro de capacitação permanente da Abrasel no Bairro da Paz, e um segundo será oferecido exclusivamente para chefes de cozinha na Escola de gastronomia Salvador Sabor, na sede da Abrasel no Pelourinho.

O pescado que será oferecido nos restaurantes de Salvador que irão participar do festival, será oriundo das cooperativas de pescadores do interior do estado. A idéia do festival, como bem destacou o diretor-presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli, é o de tornar a tilápia um peixe conhecido no mercado consumidor baiano, e, ao mesmo tempo, oferecer aos produtores, oportunidade de comércio. “A piscicultura é comprovadamente uma atividade rentável, se constituindo em ampla oportunidade de geração de emprego e alternativa de produção de alimentos na Bahia”, disse.

O festival – O Festival da Tilápia – como foi apelidado o projeto – ganha ainda mais fôlego com um festim gastronômico , que irá acontecer nos restaurantes Porto Brasil (24/03), Torre de Pizza (30/03), Jerimum (30/03), Ki-Mukeka Armação (05/04), Mistura (07/04), Maria Mata Mouro (12/04) e Baby Beef Gamboa (14/04). Cada estabelecimento terá um dia para se dedicar ao produto. Na data já estabelecida, cada estabelecimento oferece uma entrada, um prato principal feito especialmente para o festival e uma sobremesa.

Hoje a Bahia é o maior produtor de tilápias da Região Nordeste. Para ampliar ainda mais essa produção, a Bahia Pesca desenvolve uma série de projetos no interior do estado, realizando o povoamento de aguadas públicas e a implantação de unidades demonstrativas de tanques-rede.

Nas aguadas públicas, em parceria com as prefeituras e associações de produtores rurais, é feita a distribuição de alevinos periodicamente, o mesmo ocorrendo nas unidades demonstrativas de tanques-rede. Após um período que varia de seis a oito meses, os alevinos (filhotes de peixes) atingem a idade adulta, chagando a pesar mais de um quilo, quando então são capturados para consumo e comercialização.

Abrasel/BA

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.