Alagoas – BPA prende homens pescando com explosivos

Ação na Barra de São Miguel aconteceu em conjunto com o Ministério Público

Policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) prenderam, nesta madrugada de quinta-feira (4), dois homens que usavam artefatos explosivos para pesca predatória na lagoa da Barra de São Miguel, no Litoral Sul de Alagoas. A ação ocorreu em conjunto com o Ministério Público.

José Edmílson Ferreira Santos, de 31 anos, e Orlando Cândido da Silva Neto, 28, foram detidos ainda em terra, quando se preparavam para pescar. Eles alegaram que o uso de tarrafas para a pesca não estava rendendo e que precisavam manter a família, por isso utilizavam os explosivos para pegar mais peixes.

“O uso de explosivos para a pesca é ilegal, pois afeta grande parte do sistema aquático”, frisou o comandante da operação, capitão Marcelo Carnaúba. O crime está previsto no artigo 35, inciso I da Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais), que tipifica a pesca mediante a utilização de explosivos. A pena de reclusão é de um a cinco anos.

Os dois pescadores foram levados para a Central de Polícia e também serão autuados pelo crime do artigo 16, inciso III, previsto na Lei 10.826/03 – Estatuto do Desarmamento.
De acordo com o comando do BPA, as operações terão continuidade devido a incidência do crime com o uso de explosivos na região da Barra de São Miguel. Nesta última ação, foi a promotora de Justiça Dalva Tenório quem solicitou o apoio do BPA após receber denúncias de que pescadores estavam usando explosivos para a pesca.

Agência Alagoas

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.