Africanos que atuam em conservação de rios visitam Embrapa Pantanal


Na última sexta-feira, dia 9 de maio, um grupo de 11 integrantes da Okacon (Comissão Permanente para as Águas da Bacia do Rio Okawango) africana e da ANA (Agência Nacional das Águas) visitou a Embrapa Pantanal em busca de informações e tecnologias direcionadas à conservação da região do rio Okawango.

Os africanos de Angola, Botswana e Namíbia estão envolvidos na elaboração de projetos de proteção ambiental e gestão sustentável da bacia hidrográfica do rio Okawango, que passa pelos três países.

Durante a visita à Embrapa Pantanal (Corumbá-MS), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o grupo acompanhou palestra da pesquisadora Emiko Resende sobre “Projeto GEF Pantanal/Alto Paraguai – cooperação técnica com Angola”.

O GEF (Global Environment Facility) financia ações para conservação e recuperação de bacias hidrográficas em todo o mundo. Atualmente, a Embrapa Pantanal, a Embrapa Gado de Corte e a Embrapa Agropecuária Oeste, todas do Mato Grosso do Sul, participam do projeto GEF Rio Formoso, em Bonito (MS), financiado por esta agência.

O chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Pantanal, Thierry Ribeiro Tomich, recebeu os africanos e representantes da ANA, incluindo Humberto Cardoso Gonçalves, superintendente adjunto de Implementação de Programas e Projetos da ANA.

Thierry disse que a palestra apresentada ao grupo focou o diagnóstico dos problemas e as soluções propostas para a questão do rio Taquari, que sofreu nos últimos anos graves impactos ambientais devido ao uso inadequado das terras situadas na região do planalto. “Eles vieram conhecer resultados de projetos que desenvolvemos abordando a problemática do Taquari porque os rios africanos também têm problemas. Estão tentando entender as soluções propostas por aqui para verificar o que pode ser aplicado lá”, afirmou o chefe de pesquisa.

Fonte = Por e-mail
Ana Maio
Jornalista – Mtb 21.928
Área de Comunicação e Negócios-ACN
Embrapa Pantanal
Corumbá (MS)

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

um comentário

  1. Ótimo esto akii.
    muito dahora em

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.