3ª Feira do Pirarucu Manejado em Manoel Urbano

Festa reuniu milhares de pessoas em torno de atrações culturais, comidas à base de pirarucu, venda do peixe fresco e seco e exposição de artesanato

Feira do PirarucuFeira do Pirarucu comercializa o peixe seco e fresco e é a maior atração do município de Manuel Urbano (Foto: Assessoria/Seaprof)
A 3ª Feira do Pirarucu Manejado, realizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof) foi realizada durante o fim de semana no município de Manuel Urbano. O evento teve sua estrutura montada na praça central da cidade e conta com um grande número de colaboradores, impulsionando o turismo, o comércio e o desenvolvimento econômico do município.

Com apoio da WWF Brasil, Ibama, Ministério da Pesca, Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Imac, Prefeitura de Manoel Urbano, Colônia de Pescadores Z7, Ufac e Secretaria de Meio Ambiente (Sema), a programação contou com várias atrações culturais, comidas à base de pirarucu, venda do peixe fresco e seco, além de exposição de artesanato feito com escamas de pirarucu.

Localizado a 220 km da capital Rio Branco, o acesso a Manoel Urbano é pela estrada BR 364, sentido Rio Branco/Cruzeiro do Sul. A estrada, em fase de construção entre Sena Madureira e o município, dificultou a chegada de muitos visitantes, devido às chuvas, mas não impediu que turistas de outros municípios e estados vizinhos viessem prestigiar a festa. A estrutura da feira foi montada em proporções adequadas para oferecer o melhor acolhimento possível aos visitantes.

Quatro tendas para exposição e comercialização, um palco para apresentações de shows, e praça de alimentação, são algumas das atrações oferecidas na programação. Os restaurantes oferecem Pirarucu à Casaca, Salada de Pirarucu com Grão de Bico, Filé de Pirarucu ao Molho Branco, Moqueca de Pirarucu Fresco com Camarão, e Isca de Pirarucu ao Molho Verde, uma grande diversidade de pratos à base de pirarucu. No palco se apresentaram ontem o Doutor Tonho, do WWF Brasil, e o Grupo de Artistas do Pró-Jovem, animando o público com músicas gospel e regionais.

Feira é incentivo para pescadores

Durante 14 dias de pesca, os 16 pescadores da Colônia de Pescadores Z7 pescaram 17 pirarucus, com mantas pesando em média 52 kg. Período curto, segundo eles, para cumprir a meta estabelecida de 39 peixes. Em 2008 foram pescados 27 peixes, mas as mantas pesavam em torno de 42 kg, o que explica o aumento de produtividade dos lagos de Manoel Urbano. Aproximadamente três toneladas foram comercializadas, na forma fresca e seca, com os preços respectivamente de R$ 12,00 e R$ 20,00.

Segundo o gerente do Manejo de Pesca da Seaprof, Carlos Leopoldo, a aparente queda da produção não existe, pois os peixes pescados nesse ano são maiores que os do ano passado. Alem do mais, os lagos são de tamanho limitados, não podem abrigar um número crescente de pirarucus, pois a qualidade seria afetada.

“Se tudo der certo, a renda bruta da feira será de aproximadamente R$ 20 mil, pois o Ibama autorizou a continuação da pesca até atingirmos a meta dos 39 pirarucus. O dinheiro será distribuído entre a comunidade envolvida e, principalmente, entre os pescadores da Colônia de Pescadores Z7”, explica o gerente da unidade local da Seaprof, Agustinho Filho.

O presidente da Colônia de Pescadores Z7, Manoel Pereira, garante que, para os pescadores, a feira só traz resultados positivos. A renda obtida com as atividades se reflete em melhor qualidade de vida e garantia de renda aos pescadores. “Trouxe aprendizado, com oficinas de capacitação, e vai continuar trazendo alegria e desenvolvimento nos próximos anos”, diz ele.

Feira impulsiona economia de Manoel Urbano

O município de Manoel Urbano tem cerca de 8 mil habitantes. No período da Feira do Pirarucu a população tem um aumento de mais de 30%, totalizando aproximadamente 12 mil pessoas na cidade. A economia tem um grande aquecimento com essa atividade, pois o turismo fortalece o mercado na medida em que os hotéis recebem hóspedes e o comercio de produtos locais aumentam. A construção da estrada que liga o município à cidade de Sena Madureira facilitará ainda mais o crescimento da economia, trazendo um número maior de visitantes às atividades.

Segundo o prefeito em exercício do município, Francisco Mendes, a grande importância da feira está no desenvolvimento dos recursos pesqueiros, uma atividade fundamental para a economia de Manoel Urbano. “Só tenho a agradecer aos organizadores e aos visitantes, dizendo a todos que se sintam bem e voltem sempre”, diz ele, lembrando que a prefeitura sempre foi parceira do evento.

Joabes Guedes, Assessoria Seaprof

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.